Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


1º Seminário Regional sobre Farmácias Vivas é realizado em Descanso

Publicado em 21/09/2022 às 16:41 - Atualizado em 21/09/2022 às 16:47

O evento contou com a participação de mais de 200 pessoas da região
Créditos: Sandra Ghidini Baixar Imagem

Autoridades e representantes de diversos municípios da região participaram na tarde dessa terça-feira, 20 de setembro, em Descanso, do 1º Seminário Regional sobre Farmácias Vivas, promovido pelo Observatório Catarinense das PICs da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), com o apoio da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Cataria (AMEOSC) e diversas outras entidades e parceiros.

O evento contou com três palestras, sendo a do pesquisador da UFFS e coordenador do Observatório Catarinense das PICS, Elvis Roberto Giacomim, que falou sobre Arranjos Produtivos Regionais em Fitoterapia e Plantas Medicinais. Já a coordenadora da pastoral da saúde de São Miguel do Oeste, Ili Alves, trouxe sua experiência com a palestra “A Fitoterapia no SUS e o vínculo com a pastoral da Saúde", e a extensionista social da Epagri, Flávia Maria de Oliveira, falou sobre o trabalho que o órgão desenvolve na região com plantas bioativas e nutracêuticas.

O prefeito Sadi Bonamigo, destaca a importância da criação de mecanismos para produzir remédios fitoterápicos de forma regional. “A intenção desse momento foi reunir diversos municípios que possuem o interesse em comum de promover o desenvolvimento regional, a partir da criação de uma cadeia produtiva de plantas bioativas e fitoterápicos de forma sustentável, levando para as farmácias do SUS produtos alternativos com eficácia comprovada, diminuindo também o impacto orçamentário com medicamentos sintéticos”, destaca.

Conforme Giacomim, o seminário é mais um passo para que o arranjo regional seja uma realidade. “Tivemos um resultado muito positivo, os municípios estão realmente interessados em achar soluções que ajudem na qualidade de vida de seus munícipes, por meio de uma abordagem de saúde integral que envolve um saber tradicional tão rico para todos”, comenta.

Ele ainda destaca que já foram dados encaminhamentos para o andamento do projeto. “Estabelecemos um cronograma de atividades, já sinalizando que iremos para a prática, sendo esse um motivador para os participantes. Agradeço a participação das institucionalidades parceiras e todos os representes dos municípios que trazem visibilidade e progresso a esse projeto de grande relevância”, finaliza.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar